terça-feira, 16 de outubro de 2007

Ideias...sem elas


Gostei daqueles momentos em que não pensei em nada.
Inspirei-me numa frase tão vazia, que achei que estava a enlouquecer, mas não. Agora reparo que os melhores sentimentos que até hoje tive, foram quando em nada pensei, quando apenas me atirei para um buraco que não sabia se teria fundo. Compreendes-me?
Não suporto a minha "dor de pensar", mas também não sei viver sem ela. Sinto-me mais em contacto comigo, agora no leito da minha morte intelectual, mas será esse o meu passado, morto e enterrado que me enche o coração.
Gostei de te sentir por breves momentos doce inocência, querida apatia.
Ich bin wortlos.

Eduardo

2 comentários:

Anónimo disse...

o passado nunca fica enterrado de vez, volta sempre, mais tarde ou meis cedo bate-te ha porta.
Só te cabe a ti deixa-lo entrar ou nao....
nao tas nada morto lol...
beijo...*

Raquel disse...

"Ich bin wortlos." Acho que já ouvi esta frase em algum lado... estarei a confundir 'Eduardos'? lol
Gostei do teu texto, tem mais qualquer coisa além de palavras. *