segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Comentário


Pensar muito é deprimente e "há metafisica bastante em não pensar em nada". Imagina em pensar em muito. A metafisica é algo que estamos destinados a não compreender, portanto pensar muito deixa-nos mais confusos, pois o pensamento humano desdobra-se sempre numa dualidade de factores. Por vezes é bom confundirmo-nos, tomar decisões e errar, ou acertar, conforme. Por vezes é bom pensarmos muito e não chegarmos a porra de conclusão nenhuma. Faz-nos sentir vivos. Dá-nos alento para continuar a pensar, errar, acertar, e não chegar à essência ou reposta do problema. Já me alarguei, desculpa. Gostei bastante do texto.

1 comentário:

Claudia disse...

Estado de espírito (you must know this one): "but it hurts to be alive my friend /in this silent tide we're driftwood passing by/
don't you wish you were a child again/just for a minute/just for a minute more. " Por outras palavras, intragável.

Mas obrigado pelas palavras. E tenho a plena noção que tens a razão toda contigo (e continua a ser difícil não pensar). É difícil realizar. Isso.