terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

Diário da Burrice


Todos os dias a mesma coisa: "Então como está ela? E tu? Eh lá, parece que 'tás chateado 'meu'!"...
Mas porra será que não é óbvio?? Se um gajo anda de trombas viradas para o chão, é porque algo não está bem, correcto?
Eu penso assim: se as mordomias das pessoas ao perguntarem como estamos, fossem antes viradas para outras coisas, como por exemplo, sei lá, meterem-se na vida delas, aposto que estaríamos todos mais felizes! Se eu quiser contar, se quiser levantar o trombil do mórbido chão, eu dirijo-me à dita pessoa, e digo-lhe: "Eh pá!, coiso, 'tou fodido da vida!"...Não é?
Pergunto-me se o tempo que temos em mão é demasiado, ou se apenas o instinto humano é que se tornou mais mesquinho e curioso, porque sim, eu não sou apologista daqueles que pensam que as pessoas perguntam porque se preocupa...Eu cá na minha humilde burrice, creio que perguntam para fugirem à sua própria realidade, porque ou ela é muito chata, ou querem ver se alguém está pior que ele/ela...
Eu sei que sou burro, eu sei essas coisas todas, sabes? É que a burrice é tanta, que já nem consigo acreditar que comemos porque isso nos faz bem; eu acredito que os alimentos apenas são um desperdício de tempo, porque do fim ao cabo, mais tarde ou mais cedo, é expelido do nosso corpo (das maneiras mais nojentas possíveis...até aí somos castigados, hã?)
Vá, por hoje já chega.
Vou ali ao quiosque, mas rápido, porque a porra da vizinha, que é cusca que nem um raio, já está a comer o bolinho ali no café, e isso indica o quê? Que vai fazer sala, e que vai perguntar a meio mundo como está...

Eduardo Coreixo

5 comentários:

Kerberos disse...

com um sorriso nos lábios te apoio na ideia do texto.

Eduardo disse...

eh pa mas que texto tao original...

Luis disse...

Digo-te que adorei ler o texto foi um prazer passar estes momentos a lê-los pois é algo que enriqueçe a nossa mentalidade, senao de todos, pelo menos de alguns... Força Edu tas la :D

[[]]

Lourenço disse...

Venho aqui deixar o meu apreço.
Edu, já tenho saudades das tardes da nerdice absoluta pelos corredores da FLUL...

E quase que te dizia que me tiraste as palavras da boca. Havias de apresentar a tua vizinha a umas quantas daqui, que já têm técnica e tudo para espiar através de estores e persianas...

Dá vontade de um belo "SILENCE!!......... I kill you!" não é?

Abraços do caloiro mais nerd e respondão da FLUL.

(Ah e vai ver o meu blog que já foi inaugurado.)


(Já agora, que tens? Pareces chateado.....)

filipa Pereira disse...

de vez em quando também te passas ;-)

amei este texto. e tens razão, tanta mordomia para que?ninguem quer realmente saber.


:-)