segunda-feira, 3 de março de 2008

nem sei o que estou a escrever, quanto mais o título a dar

- Então ela está tão perto de ti, e tu não vais ter com ela?
- Não me apetece.
- És mesmo parvo.
- Déjà vu .
...
- Gostas dela?
- Gosto de todas, e não gosto de nenhuma.
- Não sejas parvo.
- Já fui.
...
- Não a tens porque não te empenhas.
- Não quero consumir-lhe a liberdade. Não quero, mais tarde magoá-la.
- Que parvoíce! Se não tentares nunca saberás.
- Sim, sou.


Continua...

5 comentários:

Filipa disse...

1º Nao apetece, não vás!

2º gostas de todas e n gostas de nenhuma?! Assim tens muito por onde escolher, e como nao gostas de nenhuma podes trocar à vontade! é mesmo assim!

3º Nao queres mais tarde magoá-la?! Isso é um pouco convencido... já estas a pensar que tu e que a vais magoar?! okkk...


Naaaice!

Andreia disse...

Sabes que realmente se nunca tentares, nunca saberás, já to disse.
Talvez esse sentimento seja, apenas, temporário ;)

And yes, she really might be just what you need!

Beijinhos, amigo!

Claudia disse...

Concordo com um ponto e discordo de outros dois da Filipa, concordo totalmente com a Andreia e discordo de ti em duas vírgulas e nas dúvidas e etc e tal.

Fico à espera da continuação. Conhecer-te.

Kerberos disse...

discordas bem...para ser como queria ficava melhor ponto e vírgula.

obrigado a todas por mandarem as vossas opiniões e comentários.

Eduardo disse...

continuo à espera do "desenrolar" dessa historia jovem e caro afilhado.
acho que podias contar kk coisa aqui ao "MINISTER"...lool
abraço