quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

Jornal

Hoje na praia das maçãs, uma onda agigantou-se ás outras, roncou bem alto uma frase de desagrado e explodiu com toda a força contra a areia. Detesto escrever sobre o mar, mas foi o que aconteceu. E a areia defendeu-se como pode, embora tendo razão em alguns pontos da discussão.
A areia fascina-se com esta onda. Em declarações ao nosso jornal comentou que admirava a onda, e que não percebia como algo molhado tinha sido forjado em lava incandescente, pois rebentava com tanta força como um trovão nos pobres grãos desta areiazinha. (Mal sabe a onda que a areia se preocupa bastante, talvez demasiado. Mal sabe a onda que a areia não sofre fisicamente).


Entretanto, hoje comi uma sandes de paio com queijo. Bebi um Compal de Ananás. "Eu estou doido"

Anseio o 5 de Fevereiro.

ER

3 comentários:

KerberoS disse...

Que belo texto, compreendo perfeitamento o que quer dizer.

Anónima disse...

Cala-te puto .. és um tretas !!!
Não acredito em nada disso!!!
Vai mas é beber chá de tília !!!

Anónima. (note-se que astutamente oculto a minha identidade de modo a não sofrer represálias na FLUL, ups, na faculdade de Direito! assim é que é!! na de Direito!!!)

KerberoS disse...

Pois, pelo chá de tília não ia lá...