sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

Não

Olho para trás.
Vejo os anos que passaram, tão cuidadosamente a meu lado.
Os anos, esses, que te trouxeram para junto de mim, junto do meu aconchego, do meu colo.
Recordo-me de ti como se estivesses presente, aqui, mesmo ao meu lado a olhar-me a escrever.
O teu olhar doce e meigo, as tuas carícias que tão bem me faziam, e a tua eterna presença a escutar-me, a ouvir-me chorar, a ver-me rir.
O quente do teu corpo...
Tudo isso se desvaneceu da minha vida tal como cinzas postas ao vento.
Tão de repente... Tão instantaneo...
Quase 2 meses passaram, e não me esqueci... Aquela imagem continua presente na minha cabeça.
Todos os dias sinto, como uma amargura em mim, a solidão de não te ter ao meu lado, o vazio que preenche esta casa quando tu não estás. Sim, estás num sitio melhor, sinto-o, sei-o.
E, recordações como as dos nossos sorrisos e brincadeiras, fazem-me andar para a frente e enfrentar sempre os dias com um sorriso e garra.
Porque....
Obrigada!
Eternamente, Xu!

2 comentários:

Simao disse...

ta mt giro amiga...

RIP xu...

Eduardo disse...

nenhuma dor e patetica, nem qualquer sentimento deve ser negado, sabes?eu sei, eu sei o quanto te doeu e te doi, mas a verdade e que como dizes, foi para um sitio melhor.
Lembra-te, nenhuma dor e patetica.
Beijinhos nova escritora