domingo, 16 de março de 2008

Antigo


Foi hoje que perdi.Aliás, perdi toda aquela parvoice já faz tempo, mas a maldade nem sempre se vai embora, sabes?
Acho que foi porque ali naquele canto chovia, e a memória começou a falhar...Sabes que foi há um mês que te perdi também?Não foi pela maldade,não não foi, foi pela mesquinhece de uma vida que apanha com alguidares o choro que te escorria pelo rosto.

Ainda acho que poderias ter feito algo.Mas pronto, hoje estás, estamos aqui.

Apoia-te aqui na minha imaginação, segura-te nos meus ombros. Vamos partir.

Eduardo Coreixo

3 comentários:

Tânia disse...

As vezes nem sempre tratamos da melhor maneira a pessoa quem amamos!

Claudia disse...

Amores- perfeitos são tão difíceis de agarrar.

Felicidades, meninos. ;)

Ciocarlia disse...

"Apoia-te aqui na minha imaginação, segura-te nos meus ombros. Vamos partir."

:-) Que imagem tão bonita.

Beijo