sábado, 15 de março de 2008

Mais Perto





Hoje não quero ler.
Não me basta viver a vida de ninguém. Hoje quero ser e sentir-me eu.
E o que tenho para partilhar contigo é um sentimento que me nasce nas entranhas mais profundas.
E que cresce-
mas não amadurece; tem a excitação mal controlada de uma criança para quem o mundo não é mais do que um gigantesco mar de possibilidades que precisam de ser tocadas com os dedos.
Foi o que de mais valioso este dia me deu e agora preciso que sejas parte.
Um sentimento que nasce em mim mas que cresce e explode para fora.
Para o mundo.
Para ti.
E é querer estar em todo o lado ao mesmo tempo;
Ver tudo, sentir, tudo, cheirar tudo, saborear tudo, ouvir tudo.
O que tenho para te dar é energia em estado puro, imoldada, intocável.
Sinto o mundo inteiro em mim.
Sinto a sua força toda concentrada no meu umbigo, no meu centro.
Sinto-me uma e todas.
Força viva, activa, interventiva.
Hoje sei que posso mudar o mundo.
Só hoje.

2 comentários:

Eduardo disse...

Verdadeiramente...sei lá...é bom ter estes dias, nao e?
É bom nao sermos so melancolicos, é bom exercermos a ordem das coisas pela positiva."força hiperactiva"!
gostei
kiss

Claudia disse...

Ai que sorriso enorme na minha cara, ao te ler. =D E não pára,não pára.

Adorei. Obrigada, eu. ;)