sexta-feira, 14 de março de 2008

Deficiências


Fiquei com o lábio inchado, aqui mesmo no canto não vês? Está negro como a cal da parede, e sei que não faz sentido, mas lembrei-me de ti quando levei o murro mesmo eu cheio!
(Mas não é nada de errado, é apenas porque me fez sentir algo, como tu fazes quando me beijas, só que este foi de dor!!)
Lamentar para quê? Nem a dualidade de dor foi justa, porque em vez de ficar com o lábio inchado por completo, apenas este canto ficou esmurrado!Mas que coisa, hã?Achas que fico desfigurado?
Ás vezes penso que mereço estas coisas, mas cá por dentro deixo de ter a sensação do que é correcto, porque o cérebro (que já não é muito...), abana, e fica desregulado...
Fiquei com o lábio inchado, aqui mesmo no canto, não vês? Foi por ti, porque decidi enfrentar os meus demónios, quando disseste as palavras avassaladoras, mas não penses que só eu fiquei assim...Destrui-os, por isso apenas uma negra, não está nada mal! Fui-me a eles, coitados, já gritavam que só queriam falar...já viste? Fazemos malabarismos para saber a verdade, e no fim de contas estamos com ela na mão, mas a escapar pela unha mal cortada!

Desesperamos, fugimos porque somos cobardes
Porque vemos a vida avassaladoramente morta,
Neste vento, qual tentação que nos empurra
Assim passamos por cima de nós,
E choramos o que deixamos para trás.

Ficamos assim.

Eduardo Coreixo

3 comentários:

Filipa Pereira disse...

Enfrentar demónios...andamos todos ao mesmo é o que é... e realmente só uma nodoazinha em troca de tanto...parabéns!

Gostei!


Beijo

Kerberos disse...

Claro que somos cobardes. Somos pelo mais fácil. Enfrentar demónios é difícil demais. É melhor virar costas e fugir.


Gostei. [][][]

Cláudia disse...

Ora nem mais. =)

"(Mas não é nada de errado, é apenas porque me fez sentir algo, como tu fazes quando me beijas, só que este foi de dor!!)". A dor é só mais uma sensação, como as outras(e qualquer dia apelidam-me de masoquista, sem dó nem piedade). Só que dói, pronto.

Antes lábios esmurrados que corações a pedirem para serem mordidos.

Beijinho, gostei muito.