sábado, 12 de julho de 2008

A mais bela história de amor/prostiputo


Hoje vou ceder o meu corpo de menino ao prazer alheio. Hoje vou ser acariciado, vão tocar a minha pele e, como um gato, esticarei a cabeça à mão que me quer fazer festas. Hoje sou eu a procurar o contacto. Hoje vou em busca de amor fingido. Hoje vou ser tocado, na pele. Hoje, por não mais de uma hora, serei tudo o que quiserem...

Hoje vou vender o meu corpo de menino ao prazer alheio. Um senhor gordo virá e uma nota lilás esticará. Hoje ele vai tocar a minha pele e fazer de mim o que quiser. Hoje, e só hoje, sofrerei com gosto, aproveitem. Por não menos de uma hora, serei muito mais que o que ele quiser. Hoje quero sofrer a bom sofrer, porra!

Hoje, esse senhor fará tudo bem: chegará, abusará, e não mais se preocupará. O senhor não me vai ligar a perguntar como estou. O senhor não vai responder se lhe perguntar alguma coisa. O senhor não vai dar notícias. O senhor tem pulso de ferro. O senhor manda mais que eu. Só o senhor é que manda. O senhor quer que seja só dele. O senhor aprisiona-me, mas anda à solta. O senhor comanda-me. O senhor faz-me sofrer, tenho feridas. O senhor quer lá saber. O senhor quer saber. O senhor não admite falhas. O senhor não gosta de acertar. Ah, como eu amo o senhor. Não, não, não. Não amo coisa nenhuma, eu só quero uma nota quando tudo isto acabar. O senhor tem semblante e carácter severo. Como é severo, o senhor! O senhor castiga-me:

"Deine Größe macht mich klein
du darfst mein Bestrafer sein
deine Größe macht ihn klein
du wirst meine Strafe sein"

___________________________________________

Estou no banho. Falta-me o ar. Tenho os olhos vermelho-choro. Falta-me o ar. Castigo-me. Falta-me o ar. Tento esfregar o que não pode ser lavado. Falta-me o ar! Estou sujo, sou sujo. Falta-me o ar... Desmaio, acordando, e vivo tudo de novo...



(sou lixo, não presto, não sirvo)


Prostituto Prostiputo.
citação: Bestrafe mich, Rammstein