domingo, 24 de agosto de 2008

sonhar

às vezes é bom sonhar.
gostava de dizer isto mais vezes: sonhar é bom
por entre desses campos fora, cheirar a paisagem,
e morder a terra debaixo desse chão de pedra.
sonhar é mesmo bom, não é?
saber como dormem os anjos de uma fé perdida,
testar a sensação de saber a verdade sobre a verdade
e criar armas de algodão, e rolos de suavidade,
bafejar espaços vazios de razão, e perceber,
perceber quão minúsculos somos,
minúsculos como estas letras que uso,
porque as maiúsculas deixo para quem as sabe usar,
porque maiúsculos são aqueles que sabem sonhar acordados.
sonhar é bom, não é?sonhar...
deixa-me sonhar, porque se acordo
o cruzamento do tango com a vontade,
só dá naquilo que todos sonhamos:
sonhar, sonhando acordado.
Eduardo Coreixo

2 comentários:

Alucard disse...

nice post.

tens que me reconvidar e apagar o meu anterior perfil

Lourenço disse...

Bom post, tinha saudades de vir aqui ler estas pérolas!

Passa no meu também, xô Eduardo!