sexta-feira, 2 de julho de 2010

mm




Um só milímetro e desapareço. Nem percebo. Eu; nada.

I. É demasiado o que tenho a perder e o tanto de que já não sei que, sim, sou assim. Já não sou prata. Sou cada vez menos polida, cada vez mais chegada à raiz e sem gostar muito da terra em que piso. Sou a força do asneiredo que não ensina nem resolve, do murro dado no sítio errado, da hora certa mas inoportuna, da merda que pisas no chão, só porque não tens nada mais abaixo de ti. (...)



II. É demasiado o que tenho a perder que tudo me assusta. Os latidos dentro de casa, o silêncio feito na rua, a chuva que queima e lava a pele, mas nada mais que isso. Que fico assim. Paralisada, em baba e ranho internada, com terror dos vidros do chão, das janelas, das minhas mãos que não têm quem reze por elas, do meu tom de voz e da minha falta de jeito para dizer o que tu sabes. O que é demasiado para mim, para esta vida, para se perder num milímetro de hipoacúsia divina. É demasiado que não sei dizer, não sei gritar, não tenho espaço onde caiba o que tu és, para mim.


Um só milímetro e desapareces. Nem percebes. És tu; não há nada, para o teu lugar. A maior loucura, amar alguém e permanecer vivo.

7 comentários:

Kamon disse...

Epá, tu és a escritora "gore" do amor. Tu esventras o sentimento, retiras os órgãos e os expões de uma forma que chega a ser bela e aterradora. Ainda tens a lata de dizer que não sabes explicar o que sentes. Pára de gozar com quem não sabe exprimir as suas ideias e sentimentos. Bravo

Kamon disse...

Os biscoitos devem ser tão bons que nem as pessoas do blog comentam para os receber...

Pseudónima disse...

Amo-te. :)

Maggie disse...

Uohh!

Adorei a frase final!

Alucard disse...

estes estavam fora da data, já comprei mais, por isso é que vem toda a gente comentar...


já tinha lido e gostado. Parece uma viagem quando embarco na tua narrativa, em jeito de recados (gosto dos pontos numerados). No fim nunca se sabe como vai acabar. Gosto.

Eduardo disse...

Creio que tu um dia ainda vais encontrar uma definiçao para o que é o amor.

Parabéns, mais uma vez :) Bons olhos te leiam!

Pseudónima disse...

Obrigada pelos comentários, principalmente pelos espontâneos. xD

Não gosto de elevar tanto a coisa. Mas também gosto que gostem.

Cumprimentos :)