segunda-feira, 16 de julho de 2007


Peço felicidade

Agora deixem-me tranquilo, agora acostumem-se sem mim,
Somente quero cinco coisas, cinco coisas preferidas.
Uma é o amor sem fim,
A segunda é ver o Outono,
Não posso existir sem que as folhas voem e voltem à terra;
A terceira é o grave Inverno, a chuva que amo a carícia do fogo no frio silvestre.
Em quarto lugar, o verão, redondo como uma melancia.
A quinta são os teus olhos, de ti Mundo meu amado:
Não quero dormir sem os teus olhos, não quer existir sem que me olhes,
Eu mudo a primavera para que me continues a olhar!
Vivemos tanto que um dia iremos explodir de tanto suar, e de tanto requerer por um momento, por silêncio, por desejo de nos apagarem o que há de negro no nosso coração…

É este o esforço de uma vida...

1 comentário:

claudia disse...

E eu depois de ler isto, só desejo uma coisa de momento: que nunca deixes de escrever. Fazes-me sonhar e isso é o mundo. =) Obrigada,sr do talento sem fim****ihihi

Kahli ;)