quinta-feira, 23 de agosto de 2007

Farta de palavras




Ele gane, eu choro.


A dor será maior em quem, pergunto-me. Qual de nós será mais mudo? Anseio como ele por uma festa e ele anseia como eu por um amor. Escrevemos o livro perfeito, nós os dois.


Agora é que é, juro e gano. É desta que viro cão e deixo de me preocupar com as palavras.


Cláudia

1 comentário:

Shadow disse...

Tudo seria mais fácil... as palavras são a libertação da nossa alma... e a nossa ruína.

******