sexta-feira, 16 de novembro de 2007

Dor


Se vês em mim, alguém que pode ser melhor,
Mentira pois te digo que é,
Porque cada segredo se torna quebrável e caio na tentação
Porque sei que choras quando te toco, e sentes a emoção
Porque tens aí o coração e me dizes que sentes o frio.
Não é a lágrima que corre no canto do meu olho,
É o pingo de sangue e suor que se quebrou contigo
O problema que se torna para mim.
Partiste, e eu parti contigo.

P.S.:Peço desculpa aos escritores deste blog estar a sobrepôr-me aos textos deles com mais um texto, mas era-me importante escrever isto...

Eduardo Coreixo

3 comentários:

Anónimo disse...

Do teu coraçao nunca senti frio, sei que nos teus olhos correm lagrimas como nos das outras pessoas, lagrimas de raiva, de dor, de felicidade ate de odio...
Digas aqui o que disseres a minha opiniao a teu respeito mantem-se nao o consegues esconder, o teu coraçao é grande...
Mesmo quando queres ser mau escreves bem
;)

CerberuS disse...

não faz mal ó Eduardinho. A gente semos todos nices.

Claudia disse...

Para mim, dos melhores que já escreveste. Muitíssimo bom. =) enfim, escritores.. xD