terça-feira, 13 de maio de 2008

Parabéns



Tenho o meu coração em tela branca


Tenho os meus lábios nas pedras da calçada


Tenho as minhas mãos na nascente daquela fonte


Tenho o sorriso perdido na tua face


Tenho o amor achado, nesse mar perdido.


Tudo é transcendente,tudo é fácil de querer


Tudo é quilograma adicionado à realidade


Tudo é uma merda de uma viragem


Tudo é uma vivacidade contornada.


Descobri hoje a finalidade


Descobri hoje a fatalidade


Descobri hoje a futilidade


Descobri hoje a funcionalidade


Descobri hoje a tua mente apaixonante.


Descobri-te.


Eduardo Coreixo

4 comentários:

Cláudia disse...

Este diz-me muito. A mim. Embora saiba que não é para mim. =) Parabéns.

E já agora, Parabéns também a quem escolheu a música "Through the Glass". ;)

Ivan Mota disse...

Uolá! Eduardo meu velho, como estás maluco? Não fazia a mais pequena ideia que tinhas blog...

Parabéns digo eu, está com um aspecto óptimo. Vou passando por cá.

Abraço maluco []

KerberoS disse...

Descobrir pode ser bom, ou mau.
Descobrir pode ser tudo... E terá propositadamente ser bom quando se descobre alguém ou algo em alguém.


gostei padrinho.

KerberoS disse...

ah e sobre a musica: that would be me.